da Terra e do Território no Império Português

Início » Monte » Monte

Monte

Tipo predial com significado equivalente ao de casal ou prédio rústico isolado e desenvolvido em torno de um núcleo edificado, comum às regiões do Alentejo e Algarve e, por extensão, reconhecido em tempos recuados nalgumas ilhas dos Açores. O vocábulo surge amiúde na documentação insular dos séculos XVI a XVIII, associando-se aqui a propriedades administradas pelas camadas possidentes, pelo que adquire uma conotação de prestígio social que remete para um valor e conceito distintos dos que se aplicam no continente português. Quase sempre administrados em regime de exploração direta, os montes foram frequentemente integrados na vinculação de bens e convertidos em sede das casas morgadias, como testemunha Frei Agostinho de Santa Maria (1707-23) quando refere a propósito dos Açores que «nos montes, ou herdades há casas nobres, em que vivem os senhores delas». Não obstante, a sinonímia com o termo quinta (por vezes também com casal) revela que não estamos em presença de uma realidade unívoca, sendo a pragmática da palavra aplicada, sem distinção significativa, em contextos formulares idênticos. [A: Isabel Soares de Albergaria, 2014, 2015]

Bibliografia: Albergaria 2012; Santa Maria 1723 (10): 323.

doi:10.15847/cehc.edittip.2014v073

Anúncios