da Terra e do Território no Império Português

Início » Velhas Conquistas (Goa)

Category Archives: Velhas Conquistas (Goa)

Velhas Conquistas (Goa)

Em Goa, a expressão Velhas Conquistas designava as três províncias de Tiswadi, Salcete e Bardez, que se encontravam sob domínio português desde o século XVI, distinguindo-as dos territórios vizinhos, apenas incorporados no Estado da Índia durante a segunda metade de setecentos. Este domínio teve o seu início com a conquista da cidade de Goa, na ilha de Tiswadi, tomada ao sultanato de Bijapur em 1510. A conquista de Tiswadi e das ilhas de Dívar, Chorão e Jua foi mais tarde complementada pela anexação das províncias de Bardez e Salcete, cedidas em 1543 pelo Adil Shah de Bijapur. No seu conjunto, estes territórios constituíram o núcleo central da administração portuguesa em Goa ao longo de todo o período colonial. Por comparação com as Novas Conquistas, que a partir da segunda metade do século XVIII representavam cerca de 2/3 do território de Goa, as províncias das Velhas Conquistas eram mais densamente povoadas e cultivadas, sendo a sua paisagem marcada pelos arrozais e palmares de coqueiros e arequeiras. De resto, nas Velhas Conquistas a propriedade da terra permaneceu em grande medida na posse das gancarias ou comunidades de aldeia. Alguns terrenos passaram, no entanto, para o controlo da coroa. Foi o caso das propriedades fundiárias pertencentes aos súbditos muçulmanos do Adil Shah, concedidas depois da conquista a portugueses casados em Goa, das aldeias confiscadas por motivo de rebelião ou dos bens que, depois da demolição dos templos das Velhas Conquistas, em meados do século XVI, se tornaram parte integrante do património das ordens religiosas. [A: José Ferreira, 2014]

Bibliografia: Rodrigues 2006; Souza 1993; Xavier 2008.

doi:10.15847/cehc.edittip.2014v091

Anúncios